Torneio de tênis de mesa da Fevre completa 10 anos

Pela primeira vez, evento aconteceu em sincronia com Jogos Estudantis


Mais de 120 alunos, de 21 escolas da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda) participaram do Torneio de Tênis de Mesa, neste sábado, no Clube Nautico, em Volta Redonda. Essa é a 10º edição do torneio, promovido pela Fevre e atraiu além dos estudantes, os pais. Entre os mais animados, que, inclusive recebeu uma homenagem da fundação, estava Roberto Shalaguti. É ele quem treina os estudantes no Colégio Professora Themis de Almeida Vieira, no bairro Conforto.

Roberto é bancário e nas horas vagas, se dedica a treinar os estudantes que gostam da modalidade. “Eu tinha dois filhos no Themis e comecei a ensiná-los com os amigos. Agora, ensino a quem quiser, não precisa ser aluno da escola, mas tem que ter dedicação e disciplina”, contou Roberto, que realiza o trabalho de forma voluntária.

Foi na mesma escola que essa ideia de montar um torneio entre os estudantes da Fevre começou. Um dos idealizadores é o diretor João Alcântara, que estava animado na manhã deste sábado. “Os alunos esperam o ano todo para este torneio. Aqui, embora haja a classificação dos primeiros lugares, o intuito maior é a integração entre os estudantes”, disse João, ressaltando que todos vão para casa com medalhas de participação.

Eduardo Dessupoio, presidente da Fevre, reforçou a importância de incentivar o esporte nas escolas. “Os nossos alunos são apaixonados. Em toda escola da Fevre tem, pelo menos, uma mesa de ping-pong (nome popular do esporte). A modalidade, além de promover integração, também ajuda no raciocínio, no reflexo e na agilidade de pernas e braços”, comentou. 

Desde quando começou a jogar tênis de mesa, Kaík Lucas, do 9º ano, estudante da Escola Municipal Tocantis, conta que os estudos melhoraram, mas que o interesse mesmo é a diversão. “É bom, é divertido. Embora eu tenha sentido grande melhoria na minha concentração na hora de estudar, meu interesse mesmo é poder me divertir com meus amigos. Por isso resolvi me inscrever no torneio”, afirmou.

O torneio apresenta as seguintes categorias: sub 14; sub 16; sub 18; e a Open – que é aberta para os professores, pais e visitantes que tenham mais de 18 anos. “É um momento de diversão e integração, então todos podem participar”, completou Eduardo.
Share on Google Plus

About Redação Portal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário