Samuca Silva entrega primeiros alvarás para ambulantes

Atividade foi regulamentada pela prefeitura após cadastramento


Ivete de Oliveira, de 48 anos, e Sebastião Leonel da Silva, de 68 anos, saíram do gabinete do prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, no fim da tarde desta segunda-feira, dia 02, felizes com o alvará em mãos e a certeza de que a profissão está regulamentada. Ambos são ambulantes na Vila Santa Cecília e receberam das mãos do prefeito os primeiros alvarás para a categoria, emitidos pela secretaria municipal de Fazenda. Participaram da solenidade, os secretários municipais de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães; e de Fazenda, Norma Chaffin; além do gestor do Banco VR de Fomento, Nelson Kruschewsky.

Samuca, ao entregar os documentos, perguntou a Sebastião qual era o sentimento de receber o alvará de funcionamento. “É uma emoção muito grande. Eu tenho 68 anos, e desde os 12 tenho problemas com fiscalização. Hoje estou muito feliz com essa conquista”, respondeu Sebastião, que vendia, ainda quando criança, laranjas nas proximidades da CSN. “A fiscalização chegava e eu tinha que sair correndo”, completou ele, que desde 2001 vende água de coco na Vila. Ao ouvir a resposta de Sebastião, Ivete se emocionou.

Há nove anos vendendo pipoca na Vila, Ivete de Oliveira agradeceu ao prefeito pela emissão do alvará. “O Samuca prometeu e cumpriu, quero agradecer por isso. Agora vamos poder trabalhar sem medo, em paz. Antigamente, o fiscal da prefeitura chegava e a gente ficava com receio de perder todo o produto”, destacou.

Samuca destacou o empenho do governo para dar garantia para os ambulantes trabalharem. “Hoje é um dia que todos nós estamos felizes. Sabemos das dificuldades e estamos enfrentando essa situação.  Estamos dando garantia para que eles possam trabalhar, sem preocupação de ter os produtos apreendidos e honrando um compromisso que assumimos na campanha”, comentou o prefeito, salientando que cerca de 80% do Plano de Governo já está em fase de implantação.

A prefeitura de Volta Redonda começou em abril o cadastramento dos ambulantes. E, em julho, a atividade foi regulamentada, inclusive com determinação de horário de funcionamento. “O objetivo é dar mais segurança para os trabalhadores. Agora nenhum ambulante cadastrado vai precisar trabalhar com receio de estar infringindo a lei. É mais segurança para quem vende e para quem compra”, comentou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães.

Segundo o gestor do Banco VR de Fomento, Nelson Kruschewsky, depois do cadastro dos ambulantes, o poder público está analisando caso a caso, vendo a área de atividade de cada trabalhador e um local adequado para o funcionamento. “É um momento importante, dá tranquilidade para os ambulantes e também ajuda na organização do município”, disse.
Share on Google Plus

About Redação Portal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário