VR Parking aumentará número de vagas para idosos e deficientes

Vagas demarcadas à terceira idade passarão de 67 para 270; já as vagas para deficientes físicos vão aumentar de 85 para 108




Assim que aprovado pela Câmara de Vereadores de Volta Redonda, o VR Parking possibilitará que o número de vagas de estacionamento específicas para os idosos triplique em Volta Redonda. Atualmente, são 67 vagas destinadas à terceira idade e, com novo sistema, o número passará para 270 nos principais centros comerciais do município, conforme informou a secretaria municipal de Transporte e Mobilidade Urbana. Aos deficientes físicos, serão 108 vagas de estacionamento e hoje são 85. Nos dois casos, os beneficiários precisam fazer os cadastros na sede da secretaria, que fica anexo à Rodoviária Francisco Torres, no Centro. Os deficientes precisam de um laudo médico. Os antigos cadastros continuarão valendo, não necessitando do recadastramento.

“Isso é respeito com a terceira idade e com os deficientes físicos. Eles terão maior conforto e rapidez para estacionar nas vagas do VR Parking. Vamos melhorar também a acessibilidade das calçadas para esse público”, ressaltou Samuca Silva.  

O presidente da EPD (Empresa de Processamento de Dados), Matheus Moreira Cruz, responsável pela implantação do VR Parking, acredita que, ainda neste ano, será realizado o processo licitatório para concessão do serviço e a expectativa é que a operação comece em 2018. “Com a implantação do VR Parking, pretendemos ter 4.768 vagas tarifadas na primeira fase. Esta implantação, entretanto, deverá ser feita de forma gradativa”, disse.

Nesta fase inicial, o VR Parking atenderá cinco áreas: Aterrado, Vila Santa Cecília, Centro, Retiro e Santo Agostinho. No segundo momento, os bairros Ponte Alta e 207, conforme informou o presidente da EPD. O novo sistema é uma tecnologia que substituirá os parquímetros físicos e a impressão do ticket por um aplicativo digital nas cobranças das vagas nos estacionamentos dos principais pontos comerciais do município.

“Não haverá talões. O objetivo é que o ticket seja eletrônico, sem a necessidade de imprimi-lo. Para quem não tiver acesso ao sistema eletrônico, serão credenciados pontos para sua comercialização junto a lojistas que tenham interesse. Haverá também agentes nas ruas, contratados pela Concessionária, para venda dos tickets eletrônicos. Para isso, bastará o motorista informar o número da vaga e a placa do veículo. O comprovante da compra será entregue ao motorista”, explicou Matheus.

VR Parking vai gerar mais de 50 empregos diretos

A expectativa do Governo Municipal é que o novo sistema gere em torno de 50 postos de trabalho em Volta Redonda. “É importante destacar que o VR Parking ainda é um projeto. A Lei Municipal que regulamenta essa nova sistemática e autoriza a concessão do serviço ainda deverá ser discutida e aprovada pela Câmara de Vereadores. Acreditamos que devido à inovação, melhorias propostas e eficiência na prestação do serviço, não haverá problemas. Mas algumas mudanças ainda poderão ocorrer em relação a esse projeto inicial”, concluiu Samuca.

Share on Google Plus

About Redação Portal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário