Banco de Leite Humano quer aumentar número de doadoras

Com funcionamento integrado à UTI Neo Natal do Hospital São João Batista, unidade fornece entre seis e oito litros por dia

Resultado de imagem para banco de leite humano volta redonda

O incentivo à amamentação e a sensibilização para doação do leite materno são os principais objetivos do Banco de Leite Humano, um setor integrado à maternidade e a UTI Neonatal do Hospital São João Batista. De acordo com a coordenadora do Banco de Leite, Tatiane Lúcio Chaves Campos, “para atender a demanda de seis a oito litros por dia do hospital e fazer justiça ao título de Hospital Amigo da Criança é preciso que o número de doadoras seja crescente”.

O Hospital São João Batista realiza cerca de 150 partos por mês. E para conscientizar sobre a importância da amamentação e da doação de leite materno, a equipe do banco trabalha diariamente. “Todos os dias, às 10h e 16h, profissionais do Banco de Leite fazem palestras e apresentam vídeo educativo no alojamento conjunto, onde ficam mães e bebês”, afirmou o secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, lembrando que o leite doado passa por processo de pasteurização – tratamento térmico que elimina qualquer tipo de contaminação, aliado a seis tipos de exames complementares, antes de chegar aos bebês.

Para garantir o fornecimento do leite aos bebês prematuros internados na UTI Neonatal e da maternidade do Hospital São João Batista, a Prefeitura de Volta Redonda disponibiliza transporte para os profissionais do Banco de Leite recolhem doações além dos limites de Volta Redonda. “A equipe pode buscar o leite materno em todo médio Paraíba – Barra Mansa, Itatiaia, Pinheiral, Piraí, Barra do Piraí, Porto Real, Quatis, Resende, Rio Claro, Rio das Flores e Valença”, disse o prefeito de Volta Redonda Samuca Silva, que lembrou que já tivemos doadoras de Lídice e Angra dos Reis. “Onde houver doadoras, na região, vamos buscar”.

Conhecendo a importância do trabalho do Banco de Leite Humano, o Governo Municipal também permitiu que a equipe da unidade montasse estandes em todas as “Ruas de Compras” promovidas durante o ano. “Essa ação divulga o nosso trabalho para milhares de pessoas”, disse Tatiane.

PARA DOAR – Para ser doadora basta ligar para o telefone (24) 3348-9954 e fazer um cadastro. A população de Volta Redonda também pode ligar para 0800-282-0092. O banco de leite funciona todos os dias, inclusive feriados, de 7h às 19h.

Após o cadastro, a mãe doadora receberá a visita dos profissionais da saúde uma vez por semana. A equipe vai até a residência, fornece todo o material necessário para a coleta e armazenamento. Uma profissional vai treinar e orientar as doadoras durante a primeira coleta. Elas receberão informações sobre higiene de mãos e de mamas e o acondicionamento correto do leite. O Kit para doação é composto de uma cartilha explicativa, frascos para armazenar o leite – que devem ser de vidro com tampas plásticas, etiquetas para identificação, além de toucas e máscaras.


“Doar leite não provoca nenhuma alteração no seio, a recomendação é o uso correto dos soutiens. Não existe leite fraco, todo leite é bem vindo. A orientação é que as mães se alimentem bem e bebam bastante líquido”, destacou Tatiane, lembrando que “quanto mais se doa, mais se produz leite, eliminando o mito que a mãe que doa leite, deixa seu filho sem a quantidade ideal de leite materno”.
Share on Google Plus

About Redação Portal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário